Teletrabalho – dicas para melhorar a produtividade em casa

teletrabalho dicas produtividade

A pandemia de coronavírus SARS-CoV-2 lançou novos desafios nas nossas vidas e trouxe grande impacto e transformações à forma de trabalhar de muitxs de nós.

Trabalhar a partir de casa tornou-se, para tantas pessoas, uma nova realidade à qual tivemos de nos adaptar. No entanto, o teletrabalho não é novidade nem um fenómeno originado pela pandemia. Antes dos confinamentos, muitas empresas, grandes e pequenas, já ofereciam oportunidades de trabalho a partir de casa como um benefício para os seus colaboradores  – a tempo integral ou apenas nalguns dias.

Ficar em casa durante longas horas e não ter um ambiente de trabalho organizado pode reduzir a eficiência dos trabalhadores. Contudo, com organização e com ferramentas adequadas, o teletrabalho pode tornar-se muito vantajoso tanto para o trabalhador como para o empregador. Começaram a surgir alguns estudos que evidenciam que trabalhar a partir de casa contribui positivamente para o aumento da produtividade e, consequentemente, para os bons resultados das empresas.

Pese embora estejam a ser levantadas as restrições associadas à pandemia, o teletrabalho veio para ficar e continua a ser muito pertinente partilhar algumas dicas e conselhos para ajudar a organizar o trabalho no ambiente doméstico. Ora vejam:

Escolher e preparar o local de trabalho ideal

Encontrar o local ideal para trabalhar é um dos factores mais importantes para a produtividade e para a organização das tarefas diárias. Nem todos temos habitações super espaçosas com possibilidade de ter uma divisão em exclusivo para servir de escritório, mas convém assegurar alguns mínimos essenciais.

É fundamental ter uma boa secretária e uma cadeira confortável para garantir que as horas de trabalho não sejam um sacrifício. Deve ser dada prioridade à escolha de uma cadeira de escritório ergonómica, como as que existem no site cadeiraspro.pt, para ajudar a manter uma postura correcta durante o trabalho e evitar as dores lombares. Pessoalmente, também me agrada a ideia de ter uma secretária elevatória.

Sempre que possível, o escritório em casa ideal deve estar localizado numa divisão com pouco ruído e muita exposição solar. Ao mesmo tempo, é importante que esteja sempre arrumado e livre de distrações.

É primordial ter uma boa ligação à Internet, um computador eficiente, headphones e microfone com redução de ruído (se possível) e estacionário suficiente para que seja possível tirar as pequenas notas do quotidiano. Nos casos em que as condições de habitabilidade podem não ser as mais adequadas ao teletrabalho, convém informar a entidade patronal – até porque em muitos casos as empresas asseguram o material necessário.

Criar uma rotina de trabalho e manter-se fiel a ela

Uma forma inteligente de manter o bom humor e a sanidade mental a par de uma boa produtividade é cumprir um horário diário e impor uma rotina de trabalho rigorosa.

Como em regime de teletrabalho poupamos tempo em deslocações, à partida dá para começar o dia mais cedo e com mais calma. Ainda assim, evitem cair na tentação de ficar de pijama. Parece um pequeno detalhe, mas o facto de nos vestirmos como se fôssemos sair de casa pode ajudar a separar a vida pessoal da vida profissional e a conseguir mais foco para concretizar as tarefas laborais.

É uma boa ideia começar por realizar as tarefas mais importantes logo pela manhã. Dessa forma, o resto do dia parecerá mais fácil e fluido.

É importante priorizar as tarefas e definir um horário específico para cada uma delas. Evitem protelar. Por outro lado, não se esqueçam: o teletrabalho é bom pela flexibilidade que nos traz. Isto vale para o bem e para o mal: não há problema nenhum com trabalhar fora de horas ocasionalmente, desde que não se torne num hábito e muito menos se se dever à preguiça!

Respeitar os períodos de descanso

Mesmo nos nossos melhores dias, olhar para um ecrã durante horas a fio faz com que, a dada altura, não haja foco que aguente e lá se vai a produtividade. Portanto, à semelhança do trabalho presencial, é importante implementar e usufruir de tempos de descanso. As pausas são muito importantes para a saúde e ajudam-nos a refrescar as ideias.

Façam da hora das refeições uma hora sagrada, desligada do trabalho. Aproveitem para entrar em contacto com as vossas pessoas conversar, vejam as notícias, distraiam-se.

Cuidar do bem-estar físico e mental

Uma das principais armadilhas do teletrabalho é a tendência para negligenciar o bem-estar físico e mental. Alguns minutos de exercício diário são primordiais. Criem o hábito de aproveitar parte das pausas para se mexerem, fazerem alguns alongamentos ou simplesmente dar uma pequena caminhada no exterior.

Aproveitar a tecnologia

Graças às novas tecnologias, temos a capacidade de comunicar facilmente com o mundo exterior, de nos mantermos informados e de trabalhar em equipa.

Dêem preferência à comunicação através de ferramentas como o Teams, o Skype ou o Slack, que permitem uma comunicação mais rápida, prática e imediata do que por email.

Outras ferramentas como o Google Drive, Dropbox ou Wetransfer também podem ajudar a transferir e enviar ficheiros grandes e são muito simples de utilizar.

Evitem utilizar as redes sociais no horário de trabalho. Desativem todas as notificações durante o período em que precisam de manter o foco.

Uma das técnicas de que gosto muito e que me ajuda a manter o foco e cumprir alguns objectivos de forma célere e eficaz é a técnica do Pomodoro e existem várias apps que nos ajudam a implementá-la.

Escolher música adequada

A música pode estimular a criatividade e melhorar o desempenho do trabalho em termos de rapidez e precisão na execução de tarefas individuais tais como a edição, a revisão e a resolução de problemas.

A música é também terapêutica, alivia os sentimentos de ansiedade e ajuda-nos a concentrarmo-nos melhor. Há quem diga que não é a música em si que nos torna mais produtivos, mas sim a melhoria do humor e bem-estar geral induzido pela música. Sei que existem pessoas que preferem trabalhar em silêncio, mas eu não dispenso o meu Spotify.

O teletrabalho pode ser desafiante em termos de manutenção da produtividade, mas é também uma excelente oportunidade para nos redescobrirmos e para aproveitarmos e aprendermos a gerir melhor o tempo. Por aqui, o teletrabalho é uma realidade que conheço desde Março de 2020 e que está para durar, ainda que de forma parcial – e devo dizer-vos que sou a maior fã do flexwork!



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.